Ir para conteúdo
FCC

Professor (Brasil)

Cármelo de los Santos

Aos dezesseis anos, Cármelo conquistou a mais prestigiada competição de música no Brasil, o Prêmio Eldorado, em São Paulo. Desde então, ele é solista convidado em mais de 40 orquestras pelo mundo, incluindo a New World Symphony, Santa Fe Pro-Musica, New Mexico Symphonies, Montevideo Philarmonic, Orchestra Musica d’Oltreoceano (Roma) e as principais orquestras no Brasil. Cármelo colaborou com renomados maestros como: Michael Tilson Thomas, Alejandro Posada, Jean-Jaques Werner, Guillermo Figueroa, Eric Shumsky, Rodolfo Saglimbeni, Yeruham Scharovsky, Jorge Pérez-Gómez, Roberto Tibiriçá e Jean Reis, entre outros.

Em 2002, Cármelo fez sua estréia em Nova York como solista e maestro no Weill Recital Hall no Carnegie Hall com a ARCO Chamber Orchestra.

Cármelo ganhou prêmios em várias competições internacionais, incluindo o primeiro prêmio no 4º Concurso Internacional de Cordas Júlio Cardona (Portugal), primeiro prêmio no Music Teachers National Association (MTNA) Collegiate Artist Competition (USA) Collegiate Artist Competition (USA), e segundo prêmio no Young Artist International Competition (Argentina).

Com a pianista Carla McElhaney e o violoncelista Joel Becktell, Cármelo formou o grupo REVEL, sediado em Austin. O grupo executa masterworks para duos e trio de piano, e também executa obras modernas e populares em um estilo único que se tornou o principal suporte de seu repertório.

O compromisso de Cármelo com jovens músicos leva-o a festivais de música em todo o mundo. Em seu Brasil natal, gosta de trabalhar com estudantes em áreas de risco e programas sociais semelhantes ao famoso El Sistema da Venezuela.

Cármelo é bacharelado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, possui mestrado em Manhattan School of Music e doutorado na Universidade da Geórgia. Seus professores foram Fredi Gerling, Marcello Guerchfeld, Sylvia Rosenberg e Levon Ambartsumian. Como estudante, participou de aulas com Isaac Stern, Boris Belkin, Eugene Fodor e Shlomo Mintz, entre muitos outros.

O lançamento do CD em 2009 de Cármelo, Sonatas Brasileiras, apresenta sonatas de Villa-Lobos, Guarnieri e Santoro (UFRGS Label), recebeu o Prêmio Açorianos (Brasil) para o melhor CD Clássico do ano, juntamente com o prêmio do Melhor Intérprete Clássico do ano. O CD "Magic Hour" com o REVEL – traz trabalhos do trio de piano de Beethoven, Piazzolla e Kenji Bunch, além de arranjos originais do grupo.

Dois CDs foram programados para o lançamento em 2013: "Brazilian Violin Showpieces" - peças curtas para violino e piano de compositores brasileiros, com o pianista Ney Fialkow; e "French Composers", com a Sonata para Violino e Piano de Debussy, e o Concerto para Violino, Piano e Quarteto de cordas de Ernest Chausson, gravados ao vivo no 2012 Festival de Música de Câmara de Bonneville.

Em 2013 gravou em DVD os 24 Caprichos da Paganini e recebeu um convite para julgar o 1º Concurso Internacional de Violino do Art Center Tokyo em Kobe, Japão.

Cármelo é professor associado de violino na Universidade do Novo México, Albuquerque, onde mora com sua esposa Eugenia e seu filho Arthur. Ele toca com um violino Carl Becker, 1929.