Ir para conteúdo
FCC

Professor (Brasil)

Alexandre Lunsqui

Compositor natural de São Paulo. Estudou na Universidade de Campinas (Bacharelado), University of Iowa (Mestrado), Columbia University (Doutorado) e no Institute de Recherche et Coordination Acoustique/Musique (IRCAM). Seus principais professores foram Tristan Murail, Jeremy Dale-Roberts e Fred Lerdahl. Frequentou masterclasses com Brian Ferneyhough, Helmut Lachenmann, Philippe Leroux, Philippe Manoury e François Bayle, entre outros. Sua formação também inclui jazz
e improvisação contemporânea.

Seus trabalhos já foram tocados na Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, China, Chipre, Colombia, Costa Rica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Indonésia, Inglaterra, Irlanda, Itália, Japão, Lituânia, Luxemburgo, País de Gales, Polônia, Portugal, Russia, Suiça, Turquia, Uruguai, e Estados Unidos. Teve obras executadas em festivais tais como o Gaudeamus Music Week (2006, 2009), Festival Musica Nova (1995, 2007), Manca, CrossDrumming, Aspekte, Bar Harbor, Wellesley Conference, Yellow Barn, Sonorities Festival, Time of Music, Printemps des Poètes, Festival Música Nova, Beijing Modern, Music at the Anthology, Bienal de Música Contemporânea do Rio de Janeiro, Creative Music Festival, PASIC, Luxembourg Fest, RICMA, Salihara, Luxembourg Fest e Resonances. Entre seus prêmios estão a Bolsa Virtuose do Ministério da Cultura do Brasil, prêmio Programa Petrobrás Cultural, Salvatore Martirano Award, prêmio do Percussion Arts Society (Brasil), Prêmio Funarte de Composição Clássica (2010) e prêmio da Fromm Foundation (oferecido pela Harvard University). Suas obras foram tocadas por grupos como o Ensemble Aleph, Arditti String Quartet, Argento Chamber Ensemble, Ensemble L'Arsenale, Loadbang Ensemble, Manhattan Sinfonietta, Ensemble Piano Possibile, Ensemble counter)induction, Ensemble Cairn, Camerata Aberta, Lawrence University Woodwind Ensemble, Nieuw Ensemble, New York Philharmonic, Orquestra de Câmera de Curitiba, Filarmônica Bachiana, Ensemble Proton Bern, Ensemble Reconsil Vienna, Ensemble Platypus, Talea Ensemble, Eastman University Percussion Ensemble, University of Tennessee Percussion Ensemble, Talujon, TimeTable Percussion, MATA Micro Orchestra, Orquestra Sinfônica Nacional, International Contemporary Ensemble, Due East, além de solistas internacionais como Mario Caroli, Greg Beyer, Alexis Descharmes e Tara O'Connor.

Um CD monográfico com sete obras de câmera foi lançado pelo selo Gravina Música em 2008. Dentre seus projetos estão encomendas para a New York Philharmonic, Coro e ensemble da OSESP (2014), nova obra para orquestra de sopros para a Lawrence University, obra para dois trombones (prêmio da Secretaria do Estado da Cultura), duas obras para o projeto John Cage Renga 100 (USA e Alemanha), obra para ensemble para o Access Music de Chicago, e uma colaboração com o Ensemble Reconsil Viena. Lunsqui foi compositor em residência do Chelsea Music Festival (USA) e "fellow artist" na Civitella Ranieri Foundation (Itália). Em 2016, suas obras fizeram parte do Ligeti Forward Concert em Nova Iorque, dentro da New York Philharmonic Biennial. Recentemente, foi agraciado com o Guggenheim Foundation Fellowship, um dos principais prêmios dados nos Estados Unidos na área de artes e ciências. Foi premiado ainda pela American Academy of Arts and Letters. Outros prêmios incluem o Koussevitzky Award (USA) e uma encomenda do Ministério da Cultura Francês (obra para o Ensemble Cairn).

Alexandre Lunsqui é professor-doutor de Composição e Harmonia na Universidade Estadual Paulista (UNESP).