Ir para conteúdo
FCC

11h29

Versão virtual da Jazztronômica

A Sociedade Garibaldi abre suas portas neste sábado (30/1), penúltimo dia da 38ª Oficina de Música de Curitiba, para os shows virtuais do evento Jazztronômica. A partir das 16h, em três horários, três grupos de música instrumental farão apresentações ao vivo de composições de grandes nomes da MPB e também autorais. Para assistir, é só entrar no link www.oficinademusica.org/aovivo

Nesta edição da Oficina, por causa das exigências sanitárias de afastamento social, as apresentações não poderão acontecer no pátio Capela Santa Maria, onde já foi possível ouvir, comendo e bebendo na feira gastronômica promovida no espaço, a boa música tocada por instrumentistas influenciados pelo jazz. Vem daí a origem do nome do evento, resultante da fusão das palavras jazz e gastronômica. 

Na programação, sucedem-se o Trio Generoso (16h), Daniel Migliavacca Trio (18h) e Junta Quarteto (21h45) - esta última uma formação resultante da interação dos músicos durante as atividades da Oficina. Os shows durarão cerca de 1 hora cada um. A curadoria é de Glauco Sölter.

Atrações do dia

O Trio Generoso, que abre as apresentações, é formado por Jonas Lopes (bandolim e violão tenor), Luiz Ivanqui (violão 7 cordas) e Ricardo Salmazo (pandeiro). O grupo é especializado em samba e choro de nomes consagrados, além de abrir espaço para o trabalho autoral e de compositores locais.

Para esta Jazztronômica, o trio mostrará versões especiais de composições de nomes como Piazzolla (homenageado nesta edição da Oficina), Pixinguinha, Dominguinhos, Radamés Gnatalli e Noel Rosa, além dos curitibanos Wilson Moreira e Julião Boêmio.

Às 18h, Daniel Migliavacca Trio apresenta o show No Recreio. O grupo traz Migliavacca no bandolim, André Ribas no acordeon e Gustavo Moro no violão 7 cordas. O grupo selecionou para o espetáculo quatro músicas autorais e seis de compositores consagrados. 

Junta Quarteto, que se apresenta no último horário, às 21h45, formado por Davi Sartori (piano), Denis Mariano (bateria), Rodrigo Marques (baixo) e Sérgio Freire (saxofones), todos radicados em Curitiba. No show, o grupo apresentará um panorama da música instrumental autoral local.

Parceria

A 38ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), com apoio máster da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Família Farinha, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Consulado da República Argentina em Curitiba e Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo também apoiam o evento. Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte Festivais de Música 2020.

Autor: Fundação Cultural de Curitiba
Fonte: Assessoria de Imprensa

Fale com a comunicação

Veja Também

Outras Notícias

Edição virtual termina com mais de 50 mil visualizações

Continue lendo

Concerto de encerramento mistura estilos e linguagens

Continue lendo

Mestrinho e Orquestra À Base de Corda celebram Dominguinhos e Piazzolla

Continue lendo

Show exalta Milton Nascimento e a força de negros e mulheres

Continue lendo