Ir para conteúdo
FCC

15h54

Mestrinho e Orquestra À Base de Corda celebram Dominguinhos e Piazzolla

A programação de encerramento da 38ª Oficina de Música de Curitiba, no próximo domingo (31/1), tem como último espetáculo, às 20h, o show da Orquestra À Base de Corda com Mestrinho, considerado um talento do acordeom, que já tocou com Dominguinhos e outros grandes nomes da MPB. O show é uma homenagem a Dominguinhos, que em 2021 completaria 80 anos, e também a Astor Piazzolla, no ano do seu centenário.

Com regência de João Egashira, a Orquestra À Base de Corda apresenta com o músico convidado os clássicos dos dois compositores: De Volta pro Aconchego (Dominguinhos e Nando Cordel), Isso Aqui Tá Bom Demais (Dominguinhos e Nando Cordel), Lamento Sertanejo (Dominguinhos e Gilberto Gil) e Libertango (Astor Piazzolla), entre outras. O show será realizado no palco do Teatro Guaíra, sem a presença de público, mas com transmissão ao vivo pelo canal da Oficina de Música no Youtube.

“Será uma grande celebração de duas figuras importantíssimas para a música brasileira e mundial”, anuncia João Egashira, que é também o diretor artístico de MPB da 38º Oficina.

Ele conta que desde o planejamento do evento sua intenção foi convidar para o espetáculo de encerramento alguém que fosse representativo da obra de Dominguinhos.

“Mestrinho teve uma convivência com Dominguinhos e podemos considerá-lo um dos herdeiros dessa escola de acordeom tão rica. Mestrinho canta, compõe e toca muito bem”, diz Egashira.

O músico já dividiu o palco com vários artistas consagrados, como Gilberto Gil, Hermeto Pascoal, Elba Ramalho, Rosa Passos, Zélia Duncan, Geraldo Azevedo, Jorge Aragão, Gabriel o Pensador, Paula Toller, Diogo Nogueira. Ele acompanhou Dominguinhos em diversos shows pelo Brasil e participou da última apresentação em Exu (PE), cidade natal de Luiz Gonzaga.

Mestrinho também trabalhou com Elba Ramalho por três anos e com ela se apresentou em turnês nacionais e internacionais (Alemanha). Com Gilberto Gil fez turnês em festivais de jazz na Europa, Israel e Uruguai, e participou do lançamento do novo álbum do músico chamado “Gilbertos Samba”.

O músico também trabalha como produtor musical e arranjador em obras de outros artistas. Em setembro de 2014 lançou o primeiro disco solo intitulado Opinião, que conta com a participação do Gilberto Gil na faixa Superar, de autoria de Mestrinho, além da participação de sua irmã Thais Nogueira, na faixa “Arte de quem se ama”, do compositor Elton Moraes.

Dominguinhos foi inspiração para Mestrinho, que na Oficina de Música tem mais uma oportunidade de homenagear o seu mestre. José Domingos de Morais (1941-2013) foi considerado o sanfoneiro mais importante do país, herdeiro artístico de Luiz Gonzaga, o rei do baião (1912-1989). Instrumentista, cantor e compositor pernambucano, Dominguinhos ganhou em 2002 o Grammy Latino com o CD “Chegando de Mansinho”. Ao longo da carreira fez parcerias de sucesso com músicos como Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia e Djavan.

Parceria

A 38ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), com apoio máster da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Família Farinha, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Consulado da República Argentina em Curitiba e Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo também apoiam o evento. Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte Festivais de Música 2020.

Serviço: 38ª Oficina de Música de Curitiba

Orquestra À Base de Corda convida Mestrinho – Homenagem a Dominguinhos e Astor Piazzolla
Data: domingo (31/1), às 20h, com transmissão ao vivo do Teatro Guaíra pelo www.oficinademusica.org.br/aovivo

Autor: Fundação Cultural de Curitiba
Fonte: Assessoria de Imprensa

Fale com a comunicação

Veja Também

Outras Notícias

Edição virtual termina com mais de 50 mil visualizações

Continue lendo

Concerto de encerramento mistura estilos e linguagens

Continue lendo

Mestrinho e Orquestra À Base de Corda celebram Dominguinhos e Piazzolla

Continue lendo

Show exalta Milton Nascimento e a força de negros e mulheres

Continue lendo

Oficina de Música é destaque em jornal egípcio

Continue lendo