Ir para conteúdo
FCC

14h53

Concertos inéditos são transmitidos ao vivo da Capela Santa Maria

Concertos inéditos realizados no palco da Capela Santa Maria e transmitidos em tempo real pela internet estão na programação da 38ª Oficina de Música de Curitiba. As apresentações reúnem duos, trios e orquestras curitibanas, no horário entre 19h30 e 20h30. A jovem soprano curitibana Ornella de Luca apresenta-se nesta terça-feira (19/1) ao lado do pianista André Bertoncini.

Os concertos no palco da Capela Santa Maria começaram domingo (17/1), com o duo de violino e piano de Winston Ramalho e Lucas Thomasino na abertura oficial da 38ª Oficina, e prosseguem nesta terça-feira (19/1), às 20h, com o recital de Ornella de Luca, cantora curitibana que surgiu na cena lírica local e hoje é aluna da Universidade Mozarteum, em Salzburg, na Áustria.

Ornella estuda há quase 7 anos na Áustria e veio a Curitiba rever a família. No início de dezembro visitou o prefeito Rafael Greca, ocasião em que foi convidada para se apresentar na programação de Natal da cidade e também na Oficina de Música. A jovem estudou com Denise Sartori e se transferiu para a Europa em 2013. Na época tinha 18 anos e foi a única brasileira admitida no bacharelado daquela renomada universidade.

Na quarta-feira (20/1), o palco da Capela Santa Maria recebe o trio formado por Zélia Brandão (flauta transversal), Maria Alice Brandão (violoncelo) e Fábio Cardoso (piano), que apresenta um repertório especial: obras de Patápio Silva, um dos precursores do choro, Heitor Villa-Lobos, expressão máxima da composição erudita brasileira, e Astor Piazzolla, o mestre argentino homenageado nesta edição da Oficina.

O trio formado por Dan Tolomony (violino), Klaiton Laube (violoncelo) e Clenice Ortigara (piano) se apresenta na quinta-feira (21/1), trazendo no repertório obras de Alberto Nepomuceno, Claudio Santoro e Henrique de Curitiba. Outro trio, formado pelo bandeonista argentino Alejandro Di Núbila, pelo pianista Fábio Cardoso e pelo contrabaixista Marsal Nogueira, é a atração de sexta-feira (22/1), também com obras de Villa-Lobos e Piazzolla.

Encerrando a programação da Capela Santa Maria, a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba faz a sua participação no sábado (23/1). O concerto terá a regência do maestro Abel Rocha e tem como solista o violinista argentino Alejandro Aldana, spalla da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal de São Paulo desde 2018. O programa também é especial: o concertino “As quatro estações portenhas”, de Piazzolla, intercaladas com “As quatro estações brasileiras”, compostas por Alexandre Guerra, Léa Freire, Silvia Góes e Felipe Senna.

Parceria

A 38ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), com apoio máster da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Família Farinha, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Consulado da República Argentina em Curitiba e Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo também apoiam o evento. Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte Festivais de Música 2020.

Autor: Fundação Cultural de Curitiba
Fonte: Assessoria de Imprensa

Fale com a comunicação

Veja Também

Outras Notícias

Edição virtual termina com mais de 50 mil visualizações

Continue lendo

Concerto de encerramento mistura estilos e linguagens

Continue lendo

Mestrinho e Orquestra À Base de Corda celebram Dominguinhos e Piazzolla

Continue lendo

Show exalta Milton Nascimento e a força de negros e mulheres

Continue lendo